Tendências

Curto prazo

1 a 5 dias

Médio prazo

5 a 90 dias

Análise técnica

Longo prazo

3 meses a 3 anos

Análise fundamentalista

Análise técnica

23/01/2017 Solicitar análise

Para a QUALICORP ON , a perspectiva para os preços permanece de alta no médio prazo (de 5 dias a 3 meses), conforme vem sendo apontado pela nossa Equipe nas últimas análises. Cenário que pode facilmente ser observado pelas médias móveis apontando para cima e pela formação de topos e fundos cada vez em patamares mais altos. Pelo fato dos preços não se encontrarem próximos nem de zonas de pressão compradora (suportes) nem de predominância vendedora (resistências), a tendência de curto prazo para a cotação da ação é neutra. Neste contexto, não vemos oportunidades interessantes de compra nem de venda da ação no momento. Caso os preços venham a subir, existe uma chance razoável de que eles voltem a cair após se aproximar do patamar de resistência em 20,40 representada pela linha vermelha no gráfico. Isso porque na proximidade deste patamar existem muitos investidores interessados em desfazer de suas ações, o que poderá acarretar o aumento da oferta frente a demanda pelos papéis da empresa. Ao mesmo tempo, caso os preços consigam ultrapassar essa resistência com força e convicção (fechamento próximo da máxima e volume acima da média), haverá uma enorme probabilidade de continuação das altas e manutenção da tendência de alta de médio prazo para a QUALICORP ON (QUAL3). Em um cenário de queda para os preços, um ponto de possível interrupção das quedas ficaria na região de suporte em 18,55, representado pela linha verde no gráfico, onde o aumento da demanda pelos papéis da empresa poderia ocasionar a retomada das altas da QUALICORP ON .

2ª Resistência
R$ 22,30
1ª Resistência
R$ 20,40
1º Suporte
R$ 18,55
2º Suporte
R$ 316,85

Avaliar compras

Possíveis oportunidades de compra para as ações da QUALICORP ON poderão ocorrer caso os preços da ação se aproximem da região de suporte em 18,55 representado pela linha verde no gráfico. Neste patamar, por existirem muitos investidores dispostos a comprar a ação conforme observado no passado, existe boa chance de que os preços parem de cair e retomem as altas. Outro cenário interessante para compras, ocorrerá caso os preços superem a região de resistência em 20,40 com um candle de força e volume financeiro acima da média diária, situação em que seria extremamente provável que os preços continuassem subindo, dando continuidade à tendência de alta de médio prazo.

Avaliar vendas

As pessoas que tem ações da QUALICORP ON em carteira visando o curto prazo, deverão avaliar vender ações da empresa na proximidade da resistência em 20,40, já que neste patamar a pressão vendedora deve voltar a se tornar predominante, aumentando a oferta de papéis em relação à demanda e portanto a chance de que ocorra alguma queda para os preços. Outro cenário no qual seria recomendado que se avaliasse a venda das ações, seria no desrespeito do suporte em 18,55, que caso venha aconteça poderá neutralizar a tendência de alta de médio prazo.

Análise fundamentalista

Sobre

Fundada em 1997, a Qualicorp é uma das líderes no Brasil na administração, gestão e vendas de planos de saúde coletivos, empresariais e coletivos por adesão. Atualmente, a empresa tem 4,7 milhões de beneficiários, o que lhe permite grande poder de negociação com as operadoras de saúde. A atuação da empresa é dividida em dois segmentos principais: o chamado segmento afinidade que atua em planos coletivos por adesão e o segmento corporativo e outros cujo foco são planos coletivos empresariais.

Pontos positivos

  • Modelo de negócio inovador que proporciona vantagens para beneficiários, operadoras de planos de saúde e entidades de classe Liderança nos mercados do Rio de Janeiro e São Paulo, escala operacional e bom relacionamento com as operadoras são fatores que criam um ambiente favorável para que a companhia se beneficie do crescimento do segmento de saúde suplementar no Brasil A companhia não tem qualquer exposição a risco atuarial ou de reembolso Índices elevados de retenção de clientes A Qualicorp acessa dados relevantes sobre beneficiários e atendimentos que podem ser negociados com as operadoras para melhoria de suas técnicas atuariais. O sistema de TI da empresa lhe proporciona a capacidade de explorar o acesso a esses dados

Pontos negativos

  • Possível envolvimento dos controladores na operação Lava Jato gerou dano de imagem à companhia Aumento no endividamento de curto prazo no comparativo com o mesmo trimestre do ano anterior Política agressiva de stock options pode fazer com que a administração seja orientada mais à cotação da ação do que ao efetivo resultado para o acionista O CADE vem apresentando restrições ao processo de consolidação no setor o que pode representar ameaça a essa forma de expansão da companhia

Visão dos Analistas

A Qualicorp tem uma posição de grande destaque no mercado de administração e vendas de planos de saúde complementar. A empresa apresentou seu resultado operacional/financeiro do 3T16 apresentando expansão nos indicadores financeiros diante de um forte de reajustes de preços que compensou a queda na base de beneficiários. A Associação Brasileira de Planos de Saúde elucida que a instabilidade econômica é a principal motivadora do desaquecimento deste setor. O desemprego subiu para patamares de 11,8%, de acordo com o PNAD, alcançando o número de desempregados na casa dos 12 milhões de brasileiros. Com o desemprego em alta, o volume de beneficiários de planos de saúde diminui por dois motivos: pela queda na renda que obriga o beneficiário a cancelar e a perda do emprego formal fazendo com que o empregado deixe de auferir o plano de saúde empresarial. Alinhado a este cenário, há em discussão uma proposta por parte do Ministério de Saúde do Governo Temer de se criar um “plano de saúde popular”. Este plano visa diminuir a pressão no SUS, repassando para o setor privado o atendimento aos beneficiários por preços mais acessíveis. O projeto ainda está em andamento e precisa do aval da Agência Nacional da Saúde, mas, se confirmado, tende a elevar a demanda por serviços particulares de saúde. A empresa atingiu o total de beneficiários em 4,6 milhões de vidas no fim do terceiro trimestre deste ano, redução de 10,7%, se comparada anualmente. Deste volume total de vidas, 1,8 milhão se refere aos clientes do Segmento de Afinidades e 2,8 milhões no Segmento Corporativo. O principal fator determinante da queda no comparativo anual se deve ao fato da redução de contratos corporativos (-56,8%). O indicador que mede a evasão de clientes, o churn rate, foi-se expandindo, ou seja, houve o aumento de clientes que pediram o cancelamento do plano. Houveram 151,7 mil cancelamentos no 3T16, aumento de 16,9% com relação ao mesmo período do ano passado e 56,9% acima do que foi observado no 2T16. Este resultado veio pior diante do desaquecimento da atividade econômica no Brasil juntamente com o fator de reajuste de preços. No atual trimestre, a empresa repassou reajuste médio de 22,1% para grande parte dos clientes (86,3% do total da carteira) o que também impactou na saída de clientes de sua base. Quanto ao resultado financeiro divulgado pela QUAL3, a receita líquida mostrou crescimento de 14,2% no ano-a-ano, totalizando R$521,6 milhões, explicada pelo reajuste de preços aos clientes. Já o Ebitda Ajustado, teve expansão em 11,8%, alcançando R$208 milhões, indicando maior eficiência e produtividade dos ativos operacionais da Companhia. Com isso, o lucro líquido saltou de R$63,9 milhões (3T15) para R$74,2 milhões (3T16), expansão de 16,1% no período. Já o lucro líquido dos 9 primeiros meses do ano, este saltou 90,7% com relação aos 9M15, totalizado em R$342,2 milhões. Com relação ao endividamento da empresa, a dívida líquida diminuiu em 28,8% neste trimestre em relação ao mesmo período do ano passado, somada em R$296,5 milhões. Um ponto de atenção é o cronograma de pagamento dos compromissos voltados para o curto prazo, mas o grau de alavancagem em 0,40x (estava 0,62x no terceiro trimestre de um ano atrás) representa uma estrutura de capital adequada ao core business da Companhia. Com relação aos múltiplos da Qualicorp ante os seus pares neste segmento, o P/L (preço da ação pelo lucro da ação) está menos apreciada que suas concorrente. Já o Dividend Yield é o maior do setor, representando que a QUAL3 é uma boa pagadora de proventos. A empresa também apresenta o menor P/VPA do mercado de saúde, o que representa a posição menos sobreavaliada neste segmento. O cenário macroeconômico vigente, com retração do PIB, inflação alta “corroendo” o poder de compra da sociedade civil, elevado nível de desemprego e um alto patamar da taxa Selic, corrobora para uma perspectiva negativa. Sob esta ótica macro, dificulta-se a expansão do investimento por parte das empresas e tem como resultado o impacto negativo na geração de empregos. E a relação intrínseca entre o número de empregados e planos de saúde corporativos pode continuar impactando os negócios da Qualicorp. Entretanto, as perspectivas para a conjuntura econômica melhor em 2017 é um ponto positivo, principalmente no segmento de saúde. Diante dos pontos apresentados acima, sobre o resultado operacional/financeiro da corporação, bem como a retomada da economia e do nível de empregos, ainda que de forma lenta e gradual, entendemos que a Qualicorp (QUAL3) tem tendência de alta para o longo prazo.

Número sobre a empresa

Todos os números estão em milhares
Valor
  • Quanto a empresa vale no mercado?
    Preço da Ação
    Número de Ações
    Valor total $479.6B Preço da empresa no mercado de ações
  • Qual o valor do patrimônio líquido da empresa?
    $545.99Ativo total
    892.6MPassivo total
    Valor patrimonial R$ XX,X
  • Qual o valor do patrimônio líquido da empresa?
    $545.99Preço da Ação
    892.6MPatrimônio por Ação
    A empresa vale 50% do seu valor patrimonial
Lucro
  • Quanto a empresa lucra?
    $225.2BReceita líquida
    $95.5BGastos
    Lucro anual $129.7B
    $129.7BLucro
    892.6MNúmero de Ações
    Lucro por Ação $145.30
  • Quanto o lucro representa do preço da Ação?
    $545.99Preço da Ação
    $145.30Lucro por Ação
    A empresa vale 5x seu lucro anual
Dividendos
  • Quanto a empresa distribui para os acionistas?
    $545.99Dividendos pagos
    $545.99Número de Ações
    A empresa distribui R$ 2,20 de dididendos para os acionistas
  • Quanto isso representa do preço da ação?
    $545.99Preço da Ação
    892.6MDividendos por Ação
    A ação distribuiu 4% do seu valor como dividendos em 1 ano
Correlação
  • Quão sensível a ação é à oscilações do Índice Bovespa?
    Beta: 0,5
    Abaixo de 0,7: Pouco sensível
    Entre 0,7 e 1,5: Sensível
    Acima de 1,5: Muito sensível