Tendências

Curto prazo

1 a 5 dias

Médio prazo

5 a 90 dias

Análise técnica

Longo prazo

3 meses a 3 anos

Análise fundamentalista

Análise técnica

17/08/2018 Solicitar análise

No médio prazo, a tendência para os preços da QUALICORP ON (QUAL3) é de lateralização, já que não há fatores suficientes para se configurar uma tendência de alta ou de baixa neste momento. Pelo fato dos preços não se encontrarem próximos nem de zonas de pressão compradora (suportes) nem de predominância vendedora (resistências), a tendência de curto prazo para a cotação é neutra. Neste contexto, não vemos oportunidades interessantes de compra nem de venda do ativo no momento. Caso os preços venham a subir, existe uma chance razoável de que eles voltem a cair após se aproximar do patamar de resistência em 20,90 representada pela linha vermelha no gráfico. Isso porque na proximidade deste patamar existem muitos investidores interessados em desfazer de seus ativos, o que poderá acarretar o aumento da oferta frente a demanda pelos papéis. Ao mesmo tempo, caso os preços consigam ultrapassar essa resistência com força e convicção (fechamento próximo da máxima e volume acima da média), haverá uma enorme probabilidade de continuação das altas e de retomada da tendência de alta de médio prazo para a QUALICORP ON (QUAL3). Em um cenário de queda para os preços, um ponto de possível interrupção das quedas ficaria na região de suporte em 16,80 representado pela linha verde no gráfico, onde o aumento da demanda pelos papéis poderia ocasionar a retomada das altas da QUAL3.

2ª Resistência
R$ 24,00
1ª Resistência
R$ 20,90
1º Suporte
R$ 16,80
2º Suporte
R$ 315,35

Avaliar compras

Possíveis oportunidades de compra para as ações da QUALICORP ON poderão ocorrer caso os preços da ação se aproximem da região de suporte em 16,80 representado pela linha verde no gráfico. Neste patamar, por existirem muitos investidores dispostos a comprar a ação conforme observado no passado, existe boa chance de que os preços parem de cair e retomem as altas. Outro cenário interessante para compras, ocorrerá caso os preços superem a região de resistência em 20,90 com um candle de força e volume financeiro acima da média diária, situação em que seria extremamente provável que os preços continuassem subindo, iniciando uma nova tendência de alta de médio prazo.

Avaliar vendas

As pessoas que têm ações da QUALICORP ON em carteira visando o curto prazo, deverão avaliar vender ações da empresa na proximidade da resistência em 20,90, já que neste patamar a pressão vendedora deve voltar a se tornar predominante, aumentando a oferta de papéis em relação à demanda e portanto a chance de que ocorra alguma queda para os preços. Outro cenário no qual seria recomendado que se avaliasse a venda das ações, seria no desrespeito do suporte em 16,80, que caso venha aconteça poderia recolocar a ação em tendência de baixa no médio prazo.

Análise fundamentalista

Sobre

Fundada em 1997, a Qualicorp é uma das líderes no Brasil na administração, gestão e vendas de planos de saúde coletivos, empresariais e coletivos por adesão. Atualmente, a empresa atende mais de 4,5 milhões de beneficiários, o que lhe permite grande poder de negociação com as operadoras de saúde. A atuação da empresa é dividida em dois segmentos principais: o chamado segmento afinidade que atua em planos coletivos por adesão e o segmento corporativo e outros cujo foco são planos coletivos empresariais. Atualmente a Qualicorp possui uma base de clientes altamente diversificada que inclui cerca de 1,6 milhão de beneficiários no segmento adesão, por meio de 566 associações de profissionais e/ou entidade de classes, e mais de 600 empresas e órgãos governamentais no segmento corporativo e outros.

Pontos positivos

  • Modelo de negócio inovador que proporciona vantagens para beneficiários, operadoras de planos de saúde e entidades de classe. Liderança nos mercados do Rio de Janeiro e São Paulo, escala operacional e bom relacionamento com as operadoras são fatores que criam um ambiente favorável para que a companhia se beneficie do crescimento do segmento de saúde suplementar no Brasil. A companhia não tem qualquer exposição ao risco atuarial ou de reembolso. Índices elevados de retenção de clientes. A Qualicorp acessa dados relevantes sobre beneficiários e atendimentos que podem ser negociados com as operadoras para melhoria de suas técnicas atuariais. O sistema de TI da empresa lhe proporciona a capacidade de explorar o acesso a esses dados.

Pontos negativos

  • Desemprego ainda elevado, o que afeta o setor de planos de saúde. Política agressiva de stock options pode fazer com que a administração seja orientada mais à cotação da ação do que ao efetivo resultado para o acionista. O CADE vem apresentando restrições ao processo de consolidação no setor, o que pode representar ameaça a essa forma de expansão da companhia.

Visão dos Analistas

No contexto macroeconômico, houveram avanços em temas relevantes que afetam a Qualicorp, com recuo nas taxas de inflação e Selic. Por outro lado, a taxa de desemprego encerrou o primeiro trimestre de 2018 em 13,1%, aumento de 1,3 p.p. ante os 11,8% do último trimestre de 2017, mostrando por mais uma vez que esse índice não tem acompanhado as taxas de referência da economia. O setor de saúde privada no Brasil tem aproximadamente 47,4 milhões de membros, o que representa 22,7% da população total. A maioria da população está concentrada em Planos Coletivos, 66,8%, e planos coletivos por adesão, 13,5%, que é o principal negócio para a Qualicorp. A inadimplência continua elevada, assim como o índice de churn (cancelamento). Este cenário impacta o segmento de planos de saúde, onde a empresa atua. A companhia tem buscado racionalizar o uso de suas despesas operacionais, que apresentaram redução em relação ao 1T17, e tem feito vários esforços para reduzir os níveis de cancelamento e inadimplência, como manter o bom desempenho das vendas através de iniciativas de expansão geográfica e diversificação de produtos e canais de distribuição. Ainda que o encerramento de contrato da carteira Auto-Gestão não tenha impactado significativamente o faturamento da companhia, chama bastante atenção a redução de 1,4 milhões de vidas no trimestre. Fora isso, com o reajuste médio dos planos, seguimos observando uma saída grande de beneficiários de seus portfólios. A Qualicorp segue com uma posição de destaque no mercado de administração e vendas de planos de saúde complementar. mesmo com o aumento da concorrência, a companhia tem conseguido manter suas margens, segue com baixa alavancagem e com forte geração de caixa. Contudo, os elevados níveis de inadimplência e desemprego ainda ficam no nosso radar como pontos de atenção. Dessa forma, acreditamos que a Qualicorp deve apresentar resultados na média do mercado e portanto avaliamos sua tendência como neutra no longo prazo. ANÁLISE DE RESULTADOS 1º TRIMESTRE DE 2018 No primeiro trimestre de 2018, a Qualicorp apresentou receita líquida de R$479,2 milhões, uma queda de 0,5% comparado com o mesmo período do ano anterior, quando apresentou R$481,4 milhões. O Ebitda ajustado de janeiro a março de 2018 mostrou crescimento de 0,3% comparado com o 1T17, atingindo R$236,6 milhões e uma margem Ebitda ajustada de 49,4%, 0,4 p.p. acima do registrado no mesmo trimestre do ano anterior. A companhia tem conseguido manter a margem devido ao total da operação e da solidez das medidas implementadas, que compensaram a piora anual no PCI (Perdas com Créditos Incobráveis) e a menor receita obtida com multas por mensalidade em atraso. O lucro líquido consolidado atingiu R$102,7 milhões no 1T18, uma redução de 7% em relação ao primeiro trimestre de 2017. As despesas operacionais consolidadas apresentaram uma redução de 3,2% comparando os mesmos períodos, atingindo R$308,8 milhões no trimestre analisado. O total de beneficiários reduziu-se consideravelmente, passando de 4,5 milhões de vidas ao final do 1T17 para 3,1 milhões no primeiro trimestre de 2018, reflexo do encerramento de contratos de Auto-Gestão de 1,4 milhões de vidas e encerramento de contratos de seguros de vida na carteira de afinidades. Importante destacar que a queda da carteira de Auto-Gestão já era prevista, diante do encerramento de contrato, e que este contrato vinha respondendo por menos de 1% do faturamento bruto mensal da Qualicorp. Dessa maneira, o portfólio da companhia é fruto do segmento afinidades, com 1,3 milhões de vidas, ou seja, 44% do total, e do segmento corporativo e outros, com 1,7 milhões de vidas, equivalente a 56% do total. O segmento afinidades segue representando a maior parte do faturamento líquido da Qualicorp, com 91,9% no 1T18, que contou com adição bruta de 98 mil vidas. Em relação ao churn, o trimestre foi marcado por 98 mil cancelamentos, volume inferior ao 4T17 devido à sazonalidade da operação. A dívida líquida da companhia registrou queda de 1,4% no 1T18 quando comparada ao final de 2017, encerrando o trimestre analisado em R$132,8 milhões. Vale ressaltar que foram pagos, em janeiro de 2018, R$150 milhões em dividendos intercalares, por conta de parte do lucro do 2º semestre de 2017, além de R$94,1 milhões no primeiro trimestre de 2018 na aquisição de ações em tesouraria. A dívida de curto prazo representa 6,1% do total da dívida, com disponibilidades suficientes para não apresentar problemas no curto prazo. A relação dívida líquida/Ebitda dos últimos doze meses foi de 0,14x no primeiro trimestre de 2018, queda de 9,2% comparado com o final do ano anterior. O total de Capex foi de R$26,4 milhões, uma redução de 64,2% na comparação anual, sendo R$12,5 milhões aos investimentos de melhoria operacional na área de TI, R$0,3 milhões em benfeitorias de equipamentos e instalações e R$13,6 milhões em cessão e transferência de direitos e obrigações de determinados contratos relacionados ao desenvolvimento dos negócios pelas cessionárias. A companhia gerou fluxo de caixa operacional de R$294,2 milhões nos meses de janeiro a março de 2018, 4,5% acima dos R$281,6 milhões do 1T17, com destaque para o lucro ajustado por efeitos não caixa e as contas de capital de giro com efeito positivo. Em reunião do Conselho de Administração realizada em 27 de março de 2018, a Qualicorp realizou o cancelamento de 7.440.263 ações que se encontravam em tesouraria. Estas ações foram adquiridas entre 2015 e 2018 em 3 programas diferentes de recompra com preço médio de aquisição de R$21,38.

Número sobre a empresa

Todos os números estão em milhares
Valor
  • Quanto a empresa vale no mercado?
    Preço da Ação
    Número de Ações
    Valor total $479.6B Preço da empresa no mercado de ações
  • Qual o valor do patrimônio líquido da empresa?
    $545.99Ativo total
    892.6MPassivo total
    Valor patrimonial R$ XX,X
  • Qual o valor do patrimônio líquido da empresa?
    $545.99Preço da Ação
    892.6MPatrimônio por Ação
    A empresa vale 50% do seu valor patrimonial
Lucro
  • Quanto a empresa lucra?
    $225.2BReceita líquida
    $95.5BGastos
    Lucro anual $129.7B
    $129.7BLucro
    892.6MNúmero de Ações
    Lucro por Ação $145.30
  • Quanto o lucro representa do preço da Ação?
    $545.99Preço da Ação
    $145.30Lucro por Ação
    A empresa vale 5x seu lucro anual
Dividendos
  • Quanto a empresa distribui para os acionistas?
    $545.99Dividendos pagos
    $545.99Número de Ações
    A empresa distribui R$ 2,20 de dididendos para os acionistas
  • Quanto isso representa do preço da ação?
    $545.99Preço da Ação
    892.6MDividendos por Ação
    A ação distribuiu 4% do seu valor como dividendos em 1 ano
Correlação
  • Quão sensível a ação é à oscilações do Índice Bovespa?
    Beta: 0,5
    Abaixo de 0,7: Pouco sensível
    Entre 0,7 e 1,5: Sensível
    Acima de 1,5: Muito sensível