*15 min de atraso
IBOV

CotaçãoIBOV

2,73%
88.323pts

Cotação Índice Bovespa

Min. 85.974
Máx. 88.364
Abert. 85.974
Fech. 85.973
Dia 2,73%
Semana 3,13%
Mês 1,03%
Ano 15,60%

Tendências IBOV

Tendências

Análise técnica IBOV

Aprenda Grátis a Investir em Ações na Prática

Cursos para todos os níveis e sobre todos os temas

fundamentalista - Índice Bovespa

Sobre


Todos os dias quando assiste ao noticiário, você já deve ter visto o apresentador mencionar que a bolsa de valores fechou o dia em alta ou baixa. Essa informação é justamente referente ao Ibovespa, que é o principal indicador de desempenho das ações negociadas no Brasil.

O Índice Bovespa é formado por uma carteira teórica de ativos, que foram selecionados de acordo com critérios de valor de mercado dessas empresas e volume financeiro negociado.

O Índice Bovespa surgiu no ano de 1967 e se tornou, ao passar dos anos, um indicador muito importante para mostrar o desempenho do mercado e sinalizar o comportamento das empresas que o compõe.

Além do Índice Bovespa ilustrar o cenário geral do mercado, ele também é utilizado para uma série de ativos e produtos de investimento como indicador de referência.

Os investidores também podem utilizar os contratos do índice futuro, que têm como referência o desempenho do IBOV, para especulação, proteção ou simplesmente para acompanhamento do movimento da bolsa, uma vez que este é um dos índices mais líquidos em nosso mercado e oferece muitas oportunidades de operação.

Além disso, aqueles que desejarem obter o mesmo desempenho que o Ibovespa hoje podem realizar a compra do ativo BOVA11 que apresenta o resultado do índice da mesma forma que uma ação.

Análise de IBOV: veja abaixo tudo sobre essa ação.

Visão dos analistas


A análise do Ibovespa hoje que apresentamos refere-se a eventos da economia que refletem na bolsa de valores, uma vez que o IBOV corresponde a uma série de empresas que possuem diferentes segmentos e perfis e que, por esse motivo, seria impossível analisá-las individualmente.  

A situação que presenciamos no Brasil inclui desafios para nossa economia por diversos fatores:

  • crise econômica;
  • baixo crescimento;
  • aumento da inflação;
  • polarização da população.

O cenário parece semelhante a acontecimentos já ocorridos no passado e mais uma vez o governo deverá executar um grande ajuste para a correção de falhas. Ajuste este que já vem apresentando sinais de recuperação e nos favorece a ter uma visão positiva para o futuro.

Essas mudanças, por mais que impopulares, já estão sendo realizadas e vêm demonstrando compromisso do governo em preservar as metas de inflação, o câmbio flutuante e a responsabilidade fiscal.

Os reajustes estão alterando os preços do nosso dia a dia como:

  • energia elétrica;
  • combustíveis;
  • juros;
  • tarifas públicas;
  • câmbio.

Estes preços estão assumindo patamares de equilíbrio também pelo aumento dos juros, que desestimula o consumo e ajuda a corrigir as desconformidades que consequentemente protegem os investimentos que são realizados em infraestrutura.

Avaliamos que com as forças políticas e esse mix de mudanças que se alinham à manutenção da estabilidade institucional, o país tem caminhado para entrar nos trilhos novamente e corrigir os erros do mandato anterior, assinalando que este segundo mandato tende a ser mais pró-mercado.

Ainda que a economia brasileira tenha crescido desde 2008, pode-se observar que o Ibovespa sustentou constantes perdas nesse período e agora gera distorção.

É por esse motivo que fundamentamos nossa visão para o Índice Bovespa como positiva, pois as ações tendem a antecipar as perspectivas futuras de maneira muito clara, indicando que após seis anos de desvalorização, existe um contingente de alta em forte contenção.

Assim como o que ocorreu em 2002, com o risco Lula e as crises das empresas "ponto com" e da Argentina, que mostravam um cenário de forte queda no IBOV, mas que ofereceram a maior oportunidade da década na bolsa de valores.

Mesmo havendo fatores de risco que possam alterar a leitura dessa visão, mantemos como positiva a nossa expectativa para o Índice Ibovespa nos próximos anos.

Contudo consideramos que as alterações na condução das reformas econômicas do novo governo são fatores passíveis de revisão da análise que apresentamos para a economia.

Números sobre a empresa


Valor

Quanto a empresa vale no mercado?
Preço da Ação
Número de Ações
Valor total $ 0 Preço da empresa no mercado de ações
Qual o valor do patrimônio líquido por ação da empresa?
Ativo total
Passivo total
Valor patrimonial por ação R$ 0
Quanto a empresa vale em relação ao patrimonio líquido?
$ 88,323.72 Preço da Ação
$ 0 Patrimônio por Ação
A empresa vale x do seu valor patrimonial

Lucro

Quanto a empresa lucra?
$ 0 Receita líquida
$ Gastos
Lucro anual $ 0
$ 0 Lucro
0 Número de Ações
Lucro por Ação $
Quanto o lucro representa do preço da Ação?
$ 88,323.72 Preço da Ação
$ Lucro por Ação
A empresa vale x seu lucro anual

Dividendos

Quanto a empresa distribui para os acionistas?
$ Dividendos pagos
0 Número de Ações
A empresa distribui R$ 0 de dividendos para os acionistas
Quanto isso representa do preço da ação?
$ 0 Dividendos por Ação
$ 88,323.72 Preço da Ação
A ação distribuiu % do seu valor como dividendos em 1 ano

Correlação

Quão sensível a ação é à oscilações do Índice Bovespa?
Beta: 1,00
Abaixo de 0,7: Pouco sensível
Entre 0,7 e 1,5: Sensível
Acima de 1,5: Muito sensível

Converse AO VIVO com os melhores analistas da Bolsa de Valores.

Acesse o Chat em tempo real

Histórico

cotacao-ibov-impeachment

2016


Embora o cenário previsto mostrasse fraqueza da Bolsa de Valores, o concretizado não foi este. Após acontecimentos polêmicos na esfera política e econômica, como o desenvolvimento e conclusão do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, a Bolsa segue acumulando valorização neste primeiro semestre.

Uma série de eventos importantes marcaram os primeiros seis meses de 2016. Reagindo a eles, o IBOVESPA marcou em junho altas que não havia sido marcadas há meses. O índice que nos mostra o resumo de nosso mercado varia fortemente de acordo com eventos políticos e econômicos, tanto internos quanto externos.

Quando se fala em acontecimentos externos à realidade brasileira, pontos determinantes em relação ao desempenho do Ibovespa são as expectativas da taxa de juros da economia americana.

Reuniões do Fed - o Sistema de Reserva Federal dos Estados Unidos - são sempre eventos que atraem a atenção de investidores brasileiros e acabam influenciando a cotação do Ibovespa. Em maio, por exemplo, apenas com a possibilidade de aumento de juros, a cotação do IBOV reagiu com queda.

Mas sabe-se que o cenário externo não é o único que dita regras. O processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff vem sendo um grande influenciador para o principal índice da Bovespa. Por mais que a bolsa já venha precificando o processo desde sua abertura, grandes eventos resultam em reações significativas.

Ainda em maio, com o afastamento da presidente após votação no Senado, o vice-presidente Michel Temer assumiu o governo e o Ibovespa acabou perdendo fôlego, surpreendendo muitos investidores. Bem semelhante a reação à votação do processo na Câmara dos Deputados.

No mês de março, o Ibovespa começou a ganhar forças em um ciclo de altas, muito pelo crescimento e pela concretização da mudança de governo, no final de agosto, e das altas das nossas principais commodities, o petróleo e o minério.

cotacao-ibov-impeachment

2015


No fim desse ano o presidente da câmara dos deputados acolheu o pedido de impeachment da presidente, dando inicio a um processo de improbidade administrativa.

A cotação do IBOV registrou nesse dia uma alta de 3,29%.

Ainda no mês de dezembro vimos a taxa de juros dos EUA subir para 0,25%, o que não acontecia há mais de 10 anos e favorece o retorno dos investidores para a América do norte.

Também houve uma alteração importante no governo quando Joaquim Levy decidiu abandonar o seu cargo de ministro da fazenda, visto que o governo ainda restringia suas propostas de ajustes. O substituto foi Nelson Barbosa, que assumiu com o objetivo de seguir as diretrizes que já vinham sendo trabalhadas, mas a alteração não foi animadora para os investidores e o Ibovespa caiu a níveis de 2009.

No decorrer desse ano, o agravamento entre arrecadação e gastos públicos e a situação fiscal do momento levaram o ministro Joaquim Levy, que ainda estava em seu cargo, a anunciar um aumento de impostos para tentar encher os cofres do governo em 20,6 bilhões.

Ele também determinou como meta um corte agressivo de despesas que estabelecia prioridades orçamentárias para o governo.

Com as contas públicas apertadas, a presidente Dilma também sancionou a lei de Diretrizes Orçamentárias, estabelecendo que o governo deveria poupar para o pagamento de juros da dívida púbica.

Após tantas medidas de corte, o crescimento do ano permaneceu com um PIB negativo e a taxa básica de juros continuou subindo na tentativa de frear o aumento da inflação.

A combinação da situação fiscal, do comprometimento questionável do governo em se empenhar nos ajustes e a piora das contas externas levou a agência de classificação de risco Standard & Poor’s a retirar o selo de bom pagador do Brasil, fazendo com que a confiança dos investidores caísse drasticamente.

No mês de dezembro a Fitch seguiu na mesma linha e também cortou a nota de crédito da dívida do nosso país para grau especulativo.

O rebaixamento causou fuga do capital estrangeiro e elevou o dólar a um patamar recorde, em preços acima de R$ 4,10 no mês de setembro.

O ano para os brasileiros começou no escuro com o corte da energia elétrica por aproximadamente uma hora em diversas regiões do país.

A crise no setor elétrico proporcionada pelo baixo nível dos reservatórios gerou a necessidade do ligamento de termoelétricas, o que acabou aumentando os custos da geração de energia e consequentemente repassando esse aumento aos consumidores.

A população não ficou satisfeita com o aumento na conta de luz, ainda mais pela escalada da inflação e o aumento acelerado do desemprego.

cotacao-ibov-impeachment

2014


Corrupção é uma boa palavra para descrever esse ano, principalmente se lembrarmos do escândalo da Petrobras.

Para tentar corrigir os erros do passado, um novo time econômico foi nomeado, tentando fazer o país crescer novamente e retomar o equilíbrio fiscal. Ou seja, tentando fazer com que o governo gastasse menos do que a quantia arrecadada.

Para aliviar a pressão fiscal, o governo ainda realizou as pressas uma manobra para aprovação de projeto de lei que o desobrigava a cumprir a meta de superávit primário.

Em 2014 também houve crise no setor elétrico e mais uma vez o risco do apagão voltou a assustar a vida dos brasileiros. Assim como a alta do combustível, que foi contida durante o período de eleição, mas reapareceu logo após a reeleição de Dilma Rouseff, com aumento de 3% no mês de novembro, enquanto o preço do petróleo despencava no mercado internacional.

A meta fiscal foi ultrapassada por vários meses seguidos e no acumulado do ano ficou em 6,56%, que era acima do limite estabelecido pelo governo em 6,5%.

Para buscar controle da inflação, o governo manteve a taxa SELIC com dois dígitos e fechou o ano em 11,75%. E com os juros altos, o consumo foi reduzido e prejudicou o crescimento econômico, deixando os brasileiros mais endividados e com menos emprego.

Esse foi um ano marcado por resultados ruins e pela copa do mundo no Brasil, que foi mais uma decepção.

cotacao-ibov-impeachment

2013


No fim deste ano os Estados Unidos anunciaram um corte gradual de sua política de incentivo à economia, o que assustou investidores e favoreceu o Brasil.

2013 também foi um ano de privatizações de aeroportos e rodovias visando melhoria da infraestrutura, da concessão do campo de Libra (pré-sal), da derrocada do empresário Eike Batista e de um PIB tímido de 2,5% ao ano.

Como efeito dessa medida o dólar disparou e o Banco Central teve que realizar constantes intervenções para conter a alta.

A meta do governo para o IPCA estava sendo ultrapassada diante das projeções e isso levou o comitê de política econômica a subir a taxa básica de juros de 7,25% para 10%.

Essa mudança na política monetária, a inflação e a elevação da taxa de juros afetaram o orçamento familiar. O tomate por exemplo, virou símbolo da alta dos preços com a escalada de 150% no ano.

A população sentiu tanto o impacto que um reajuste das tarifas de ônibus gerou grandes manifestações populares em todo país, que acabou por contestar também:

  • os gastos com a copa no Brasil;
  • a corrupção;
  • verbas da educação e saúde;
  • o pedido de impeachment da presidente.

Investidores ficaram decepcionados com o ano de 2013, em que muitas coisas deram erradas e a desconfiança no país aumentou.

O ano começou com o governo reduzindo o tamanho da sua poupança para amortizar juros da dívida pública, o que resultou em queda dos preços de ativos como títulos públicos e ações, assim como pode ser visto no gráfico do IBOV desse ano.

cotacao-ibov-impeachment

2012


Nem recessão e nem aceleração, apenas um crescimento morno de 0,9% do PIB no ano definiu 2012.

Não ocorreram acontecimentos econômicos grandiosos, mas a tendência do Índice Bovespa continuou em seu movimento de baixa.

O ano terminou com a condenação dos "mensaleiros", que foi o maior e mais importante julgamento da história pelo supremo tribunal federal, e com a reeleição do presidente norte-americano Barack Obama.

O ano também foi muito ruim para o petróleo brasileiro. Primeiro pela decepção da OGX Petróleo assumindo que a sua produção real era na verdade a metade do valor estimado nos poços de Tubarão Azul. Segundo pelo prejuízo trimestral da Petrobras, que decepcionou os investidores que não viam um resultado negativo desde 1999.

O ano até começou animado, com o otimismo do mercado pelo crescimento chinês e pelo plano do Governo Dilma em reduzir o então custo Brasil, aplicando medidas de redução de juros. Porem no mês de maio a Espanha entrou oficialmente em crise e levou os investidores a temerem sobre a Europa e principalmente sobre o caso da Grécia.

cotacao-ibov-impeachment

2011


2011 terminou com o anúncio formal dos Estados Unidos no mês de dezembro dando fim a guerra no Iraque, conflito que custou à economia estadunidense cerca de 4 trilhões de dólares.

O PIB brasileiro desse ano foi de 2,7%.

Em agosto desse ano o crescente déficit orçamentário dos Estados Unidos preocupou a agência de classificação de risco Standard & Poor’s, que rebaixou a nota de crédito de longo prazo do país para AA+.

Isso provocou elevação dos custos de empréstimos cedidos aos consumidores, empresas e o próprio governo.

Na manhã de 11 de março de 2011 o Japão acordou com um cismo de alta magnitude provocando ondas de tsunami que atingiram o país e toda a costa do Pacífico na América do Norte e Sul.

A catástrofe causou grande destruição e gerou um custo muito alto ao Japão, fazendo com que a economia mundial reagisse com queda das ações relacionadas às empresas internacionais.

O país reduziu a compra de petróleo por não ter local para refiná-lo e teve problemas com energia. Apesar de tantos danos, a segunda maior economia mundial pelo volume do PIB de 2011 conseguiu se recuperar durante o ano com os próprios investimentos na reconstrução.

cotacao-ibov-impeachment

2010


Como resultado do aumento de endividamento em alguns estados da Europa, o ano de 2010 começou com crise na zona do Euro, o que afetaria diversas economias do mundo, inclusive o Brasil.

A crise financeira se instaurou após a facilitação de condições de crédito que encorajaram países europeus a elevar suas dívidas, mas que em janeiro desse ano acabaram por se tornar difíceis de pagamento.

Em combate à crise da dívida pública o Banco Central Europeu (BCE) anunciou apoio ilimitado aos países afetados e reduziu-se a taxa de juros.

Os efeitos gerados foram adversos tanto na economia quanto na política, levando a alteração de poderes na Grécia, Irlanda, Itália, Portugal, Espanha e outros.

Em abril de 2010 um desastre ambiental também afetou o Índice Ibovespa, através das perdas econômicas e políticas nos Estados Unidos após a explosão de uma plataforma de petróleo no Golfo do México.

O presidente Barack Obama foi duramente criticado pela demora em resolver o problema ambiental, o que causou uma queda de popularidade do seu governo e crise política.

O PIB brasileiro desse ano foi de 7,5%.

cotacao-ibov-impeachment

2009


Dois eventos influenciaram as cotações bovespa nesse ano:

  • escolha do Brasil como sede dos jogos olímpicos de 2016;
  • pandemia da gripe suína.

Quando um país é eleito sede das olimpíadas abre-se uma janela de oportunidades para ter como retorno reflexos econômicos e sociais, isso porque muitas parcerias poderão ser firmadas com investidores externos e iniciativas privadas.

Quanto à pandemia da gripe transmitida pelo vírus influenza A subtipo H1N1, esta foi um alerta mundial de saúde pública que causou impacto em setores específicos da nossa economia.

Um exemplo foi a queda de turistas no país e as exportações do agronegócio, que favoreceu determinados segmentos como o de carne bovina e desfavoreceu outros como o da carne suína.

O PIB desse ano registrou queda de 0,2%.

cotacao-ibov-impeachment

2008


Em novembro de 2008 Barack Obama venceu a eleição dos Estados Unidos e assumiria no próximo ano, já com propostas para estimular a economia após a recessão entre 2007 e 2009.

No mês de abril a agência de avaliação Standard & Poor's classificou o grau de investimento brasileiro como BB+, o que fez com que o Ibovespa fechasse o dia com uma alta de 6,33%.

As demais agências de classificação de risco anunciaram o grau de investimento acompanhando a classificação adquirida nos próximos meses do mesmo ano.

cotacao-ibov-impeachment

2007


Foi um ano em que as cotações bovespa estiveram em seu mais alto patamar.

Um dos fatores de sua alavancagem refere-se à descoberta do campo petrolífero de Tupi, na Bacia de Santos, sendo essa a maior reserva brasileira já descoberta.

Em julho desse ano, a partir da queda do índice Dow Jones, foi desencadeada a Crise do Subprime.

Essa baixa na bolsa de Nova Iorque foi motivada por empréstimos hipotecários com alto grau de risco concedidos por instituições financeiras, o que levou vários bancos a insolvência diante do aquecimento da economia e insistência do governo norte-americano em manter os juros reduzidos.

Essa crise referente ao crédito hipotecário provocou determinada desconfiança no sistema financeiro e perda da liquidez nos bancos, dificultando o saque de dinheiro pelos correntistas.

cotacao-ibov-impeachment

2005


A cotação no gráfico IBOV já superava o seu topo histórico em 97 e mantinha sua tendência de alta na atuação do presidente Lula, porém um escândalo de corrupção política ocorreu nesse ano, acusando parlamentares de venda de votos.

O esquema denominado como "mensalão" fazia referência aos valores que eram pagos aos deputados para que votassem em projetos que favoreciam o interesse do poder executivo.

cotacao-ibov-impeachment

2004


No fim de 2004 um terremoto no oceano índico provocou uma série de tsunamis que atingiram países asiáticos e africanos, causando a morte de mais de 230 mil pessoas.

As bolsas mundiais precificaram a catástrofe com grandes perdas e o PIB desse ano foi de 5,7%.

O Governo Lula surpreendeu os investidores de forma geral e dentre suas primeiras medidas estavam:

  • o projeto social de melhoria da alimentação, denominado "fome zero";
  • combate à inflação;
  • redução de despesas públicas;
  • ampliação das exportações brasileiras.

cotacao-ibov-impeachment

2002


Este seria o último ano para o ciclo de baixa que as cotações bovespa vinham sofrendo. Foi um ano para se escolher um novo presidente e os eleitores se mostravam incertos de quem seria o melhor candidato diante do aumento do desemprego e da dívida pública.

A eleição presidencial ocorreu em dois turnos e no final de outubro se confirmou a eleição de Luiz Inácio Lula da Silva como presidente do país.

O PIB desse ano foi de 3,1%.

Pelo contexto histórico, a queda do crescimento do país gerava desconfiança dos investidores que temiam quais seriam as medidas tomadas por um possível candidato de esquerda.

Risco-país é o termo conceitual econômico e financeiro que traduz a possibilidade de mudanças negativas no ambiente de negócios.

No período surgiu então o chamado "risco Lula", que foi um termo usado após pesquisas confirmarem possível vitória do candidato do PT, no qual economistas indicavam que a economia do país poderia ir à falência com sua posse.

cotacao-ibov-impeachment

2001


Este ano foi agitado para a análise do Ibovespa, que teve o risco do apagão aqui no Brasil, os atentados terroristas nos EUA e a crise na Argentina.

A crise energética no Brasil no segundo mandato do presidente Fernando Henrique foi causada por ausência de investimento e planejamento em geração de energia, no qual se levantou a hipótese de cortes forçados da energia elétrica em todo o país, o que acarretaria grande perda da produção econômica.

Felizmente o apagão não ocorreu graças às campanhas de racionamento que tiveram bom resultado e mantiveram o crescimento do PIB, mesmo que tímido, em alta de 1,3% no ano.

Antes do fim deste ano, a Argentina enfrentou uma crise financeira estimulada por ações do governo passado e pela queda real do PIB, o que levou a economia do país vizinho ao colapso e afetou sua população e também o Brasil.

O mês de setembro foi um marco na história de 2001, com a morte de quase 3 mil pessoas pelos ataques terroristas contra os Estados Unidos, sendo o principal alvo o complexo empresarial World Trade Center em Nova Iorque.

Em resposta os Estados Unidos invadiram o Afeganistão dando origem a Guerra ao terror com o propósito de derrubar o Talibã.

cotacao-ibov-impeachment

2000


Em março desse ano o estouro da bolha da internet dava início a um período de queda do índice, o que pode ser observado no gráfico do Ibovespa.

Bolha da internet, bolha da Nasdaq ou bolha das empresas "ponto com" são as denominações dadas a um processo especulativo que se iniciou no fim dos anos 90, caracterizado pelas altas das ações de empresas relacionadas à tecnologia e comunicação baseadas na internet.

O estouro pode ter como possível causa o resultado abaixo do esperado pelos sites de venda na internet após o período de natal e os gastos acelerados das empresas.

O PIB do Brasil nesse ano foi de 4,3%.

cotacao-ibov-impeachment

1998


Neste ano o Plano Real era posto a prova mais uma vez, enfrentando uma nova crise mundial: a da Rússia.

A crise Russa teve como resultado a declaração de moratória e a desvalorização do Rublo devido a suas altas taxas de desemprego, inflação e endividamento.

O Brasil foi afetado de forma direta com a crise da Rússia, pois passava por reformas econômicas e necessitava da entrada de capital. Porém nessa ocasião os investidores estrangeiros receavam a respeito dos mercados emergentes e retiravam os seus investimentos deles, causando perda de grande soma de dinheiro em nosso país.

A crise se instaurou por aqui justamente por esse motivo e deixou o governo fragilizado, obrigando-o a aumentar a taxa básica de juros a fim de melhorar a remuneração do investidor e evitar sua saída.

Como consequência dessa medida o Brasil vê o seu endividamento público aumentar e precisa realizar cortes de gastos públicos, causando retração de setores da economia que, em cascata, gera o desemprego.

O PIB do ano foi de 0%.

cotacao-ibov-impeachment

1995


Neste ano o governo implantou instrumento para impedir um possível colapso do sistema financeiro chamado de PROER (Sistema de estímulo à reestruturação e ao fortalecimento do sistema financeiro nacional), uma vez que muitas instituições financeiras apresentavam graves problemas de caixa ameaçando dar origem a uma crise sistêmica.

O programa vigorou até 2001 e já nesse ano não conseguiu recuperar o Banco Nacional, que era uma importante instituição da época.

Antes do PROER, o Banco Central do Brasil implantou um regime de câmbio possibilitando sua livre flutuação, mesmo sabendo que este é um instrumento básico para controlar a inflação.

A ideia era equilibrar a taxa de câmbio por meio do encontro da oferta e demanda de divisas e no arbitramento da mesma pelo Banco Central.

Foi um ano de ganho para o IBOV e o PIB teve 4,2% de alta.

cotacao-ibov-impeachment

1994


O Ibovespa registrou um ano de baixa e o PIB foi de 5,9% no ano.

Ainda em dezembro desse ano, uma crise econômica no México, que ficou conhecida como efeito tequila, teria repercussão mundial pela falta de reservas internacionais do país, o que causou desvalorização do Peso e fez com que títulos dos países emergentes tivessem queda.

Este foi um ano de mudança para o Brasil, com a implantação do plano econômico que daria certo.

Em maio de 94 foi instaurado o Plano Real, que tinha como objetivo estabilizar e reformar a economia brasileira constituindo uma nova moeda e uma nova conversão de valores monetários, o que deu inicio a desindexação da economia.

O novo plano, então liderado pelo ministro da Fazenda Fernando Henrique Cardoso, tinha como principais medidas:

  • as privatizações;
  • o equilíbrio fiscal;
  • a abertura econômica;
  • o contingenciamento;
  • e políticas monetárias restritivas.

Com total apoio do Presidente Itamar, o ministro da fazenda se tornou o homem de maior poder no governo, o que influenciou a candidatura e vitória de Fernando Henrique em outubro de 94 possibilitando a continuidade do real.

cotacao-ibov-impeachment

1992


Neste ano o Ibovespa apresentou queda em meio a escândalos políticos.

O chefe de campanha do Fernando Collor, e também empresário brasileiro, Paulo César Farias foi peça chave do caso de corrupção que levou ao impeachment do presidente.

Desde a CPI instaurada em maio até a perda do mandato de Collor em setembro, PC Farias recebeu várias acusações, dentre elas a do irmão do presidente que o chamou de "testa de ferro".  

No lugar de Fernando Collor assumiu o seu vice, Itamar Franco, e mais tarde PC fugiu do país e foi preso na Tailândia.

cotacao-ibov-impeachment

1991


Fato relevante no fim do ano de 91 foi o fim da União Soviética, causado por uma série de eventos individuais como mobilizações, pressão externa e crise econômica.

O Plano Collor teve nesse ano uma segunda fase que incluiu mais congelamento de preços e novas ferramentas fiscais, mas a inflação ainda não correspondeu ao objetivo e continuou a subir.

Em março de 91 foi estabelecida a integração econômica que possibilitava o livre comércio entre Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela, denominado como Mercosul, e que impulsionava a esperança dos investidores em crescimento do polo industrial brasileiro.

No gráfico do Ibovespa pode-se perceber a alta registrada no ano, que também teve 1% de PIB.

cotacao-ibov-impeachment

1990


O PIB desse ano foi negativo em 4,3%.

Um dos marcos do ano de 1990 foi a guerra do golfo, que deu inicio em agosto e foi encerrada em fevereiro do ano seguinte.

A campanha militar foi uma das mais inovadoras e modernas para a época, travada entre Iraque e forças da coalizão internacional lideradas pelos EUA, a fim de alcançar a liberação do Kuwait.

O impacto da guerra na cotação IBOV se dá tanto pelo aumento da demanda do aço quanto pelo conflito relacionado ao petróleo, que naquela época se concentrava em maioria naquela região.

Em 15 de março de 90 dava-se início a Era Collor.

Planos de estabilização da inflação já vinham sendo implementados, mas os resultados ainda não estavam nem perto do satisfatório. Foi então que após Fernando Collor de Mello assumir a presidência, mais um programa foi aplicado: o Plano Brasil Novo.

Collor uniu em seu planejamento a liberação fiscal e financeira do Brasil com uma série de medidas radicais para que a inflação também fosse estabilizada. Dentre essas se compunha uma reforma do comércio externo e um programa de privatizações.

Ponto histórico em seu governo refere-se ao confisco dos depósitos bancários por um prazo de 18 meses, com a intenção de reduzir a quantidade de dinheiro em circulação e claro, a medida foi extremamente criticada.

cotacao-ibov-impeachment

1989


Planos econômicos já estavam sendo elaborados um atrás do outro a fim de conter a inflação. Com o novo ministro Mailson Ferreira, ainda no governo Sarney, não foi diferente.

O Plano Verão Novo foi instituído em janeiro com medidas que já não eram novidade: aumento de juros, congelamento de preços e reforma monetária.

O ano de 89 também foi cenário de um fator histórico: a queda do muro de Berlim.

O muro abaixo também significava o fim da guerra fria e do comunismo. Estes eventos impulsionaram a globalização de uma forma geral e deram início a uma série de eventos e avanços econômicos.

No Brasil a alíquota de importação foi reduzida graças à queda do muro e seus eventos conseguintes, dando início também a um programa voltado para qualidade e produção que deu novos ares ao parque industrial brasileiro.

Se as marretadas quebraram o muro na Alemanha, por aqui a bolsa de valores do Rio de Janeiro também estava desabando, tendo como responsável o libanês radicado no Brasil Naji Robert Nahas.

O empresário chegou ao Brasil com 50 milhões de dólares e construiu um conglomerado de empreendimentos entre fazendas, fábricas, seguradora, banco e outros, porém sua atuação financeira também incluía empréstimos bancários que eram utilizados para aplicar na bolsa de valores.

Naji fazia negócios através de corretoras e laranjas, causando especulação financeira e cotações infladas que só foram interrompidas quando os bancos pararam de fazer empréstimos.

Como resultado houve uma quebra em cascata dos investidores e a bolsa de valores do Rio de Janeiro não suportou este processo.

O ano de 89 teve forte queda, assim como pode ser observado no gráfico do Ibovespa.

O PIB do ano foi de 3,2%.

cotacao-ibov-impeachment

1987


O PIB brasileiro do ano registrou 3,5%.

Para contribuir com esse ano que não estava nada bem houve o crash da bolsa de Nova York no mês de outubro, dando origem a tão conhecida segunda-feira negra, assim chamada por ter sido um dia de quedas maiores que 22,5%.

O Cruzado II não estava correspondendo às expectativas e por esse motivo o economista Luiz Carlos Bresser assumiu o ministério no mês de abril, lançando um novo plano econômico que levava o seu nome.

O objetivo ainda era controlar os gastos do governo, que permaneciam maiores do que a receita, e mais uma vez os aluguéis, salários e preços de bens de consumo foram congelados, além do adiamento de grandes obras.

Este foi um ano de perdas para o Ibovespa.

Logo no começo do ano as reservas internacionais atingiram um nível extremamente baixo e isso levou ao decreto de moratória pelo então presidente José Sarney.

Antes que o ano terminasse o governo retomou as negociações com o FMI e a moratória foi suspensa.

cotacao-ibov-impeachment

1986


Com o término da ditadura e a morte de Tancredo Neves, José Sarney assumiu a presidência e lançou o primeiro plano econômico após o regime militar, apresentando um conjunto de medidas econômicas para o então chamado Plano Cruzado.

Dentre as medidas se incluía o congelamento de preços de bens, serviços, salários e da taxa de câmbio.

O plano cruzado conteve a inflação, mas quatro meses depois se fragilizou porque os produtos que possuíam preços congelados desapareceram e os fornecedores foram obrigados a cobrar um adicional nas operações financeiras, além de outros entraves que surgiram nas demais medidas.

Mesmo com o cruzado indo ao fracasso, o governo decidiu sustentar esse formato até as eleições gerais que ocorreriam em novembro de 86 e que mobilizaram cerca de 70 milhões de eleitores.

A vitória do PMDB foi quase unânime graças à popularidade do Plano Cruzado.

Por esse motivo, seis dias depois da eleição o governo lançou o Plano Cruzado II.

A diferença entre o cruzado II e o seu anterior foi basicamente a liberação dos preços e foco em reajuste de impostos, tarifas de serviços públicos e aluguéis. A economia foi reindexada, a inflação teve uma válvula de escape e o objetivo era o controle do déficit fiscal.

Nesse ano as cotações bovespa tiveram grandes perdas, mas o PIB permaneceu praticamente o mesmo, em 7,5% ao ano.

cotacao-ibov-impeachment

1985


Obras paralisadas e hiperinflação!

O movimento em busca do voto popular denominado como "Diretas já" venceu e Tancredo Neves foi eleito no mês de janeiro como presidente da república, colocando fim ao regime militar.

Esse período conturbado, mas esperançoso para os brasileiros, é demonstrado no gráfico do Ibovespa com uma forte inclinada de valorização.

Isso porque a população acreditava que todo o sistema militar já havia entrado em colapso e apenas um presidente eleito pelo voto seria capaz de reorganizar o planejamento brasileiro e colocar o país novamente nos trilhos.

Infelizmente Tancredo Neves faleceu em março do mesmo ano, antes mesmo de sua posse, mas a ditadura e seus vestígios foram dizimados e o PIB desse ano sofreu o reflexo, tendo um crescimento de 7,8%.

cotacao-ibov-impeachment

1984


Em janeiro de 84 ocorria um movimento de reivindicação a favor de eleições presidenciais através do voto direto.

As "Diretas já" começaram no ano anterior, mas foram ganhando massa até serem concretizadas com a proposta de Emenda constitucional Dante de Oliveira, que foi votada pelo congresso, porém rejeitada.

A cotação do IBOV nesse ano já dava um salto, mas teria um pico ainda mais alto no ano seguinte quando o movimento teria vitória.

cotacao-ibov-impeachment

1982


Este foi um ano difícil para os latino-americanos, pois após uma conjuntura de problemas econômicos, houve uma crise da dívida externa agravada pelo default mexicano.

Essa história começa nos anos anteriores, quando o crédito oferecido aos países subdesenvolvidos eram baratos e abundantes, o que de fato favorecia o endividamento dos mesmos.

Todo esse capital possibilitou com que a América Latina aumentasse sua capacidade de importação, investimento e crescimento, ajudando muito no desenvolvimento daquela época. Porém a crise do petróleo iniciada em 1973 elevou a inflação nos Estados Unidos e os obrigou a elevar sua taxa de juros.

O México por sua vez possuía uma relação muito dependente e vulnerável com a economia estadunidense, tanto em comércio quanto pelo financiamento de capital. Por isso o avanço da crise nos EUA fez com que sua dívida aumentasse e as compras de seus produtos caíssem, causando no ano de 82 a interrupção do pagamento da dívida.

A crise se espalhou porque a moratória mexicana dificultou o acesso dos países da América Latina a financiamentos externos. Como estes já estavam em alto grau de endividamento, países como o Brasil tiveram impactos como:

  • queda na exportação e importação;
  • dificuldade em obter divisas;
  • redução de liquidez.

A solução para o nosso país veio no ano seguinte com o acordo firmado com o FMI, obrigando o Brasil a seguir determinações relacionadas à liberação econômica e controle da dívida pública.

cotacao-ibov-impeachment

1976


Em dezembro de 76 foi sancionada a lei das sociedades por ações, que era responsável por reger contabilmente todas as sociedades anônimas.

No fim desse ano também foi criada a comissão de valores mobiliários (CVM).

Juntamente com a lei das S/A tinha o objetivo de disciplinar, fiscalizar e normalizar o funcionamento e a atuação dos integrantes do mercado de valores mobiliários.

cotacao-ibov-impeachment

1973


Neste ano o petróleo ganhou destaque, pois o déficit de oferta proporcionado pelo processo de nacionalizações, a especulação financeira em excesso e uma quantidade de conflitos que envolviam produtores árabes fizeram com que o barril de petróleo alcançasse patamares altíssimos.

Isso causou um extenso período de recessão tanto na Europa quanto nos Estados Unidos, o que de fato afetou a economia mundial e desestabilizou o mercado.

cotacao-ibov-impeachment

1971


O Brasil realmente vivia anos de glória e o tricampeonato conquistado pela seleção brasileira em 70 mostrava o auge de nosso país, que adotou como lema a famosa frase: Ame-o ou deixe-o.

Uma fase milagrosa com altas de até 400% em algumas ações, que induziam as pessoas a acreditarem que essa valorização era gerada pelo potencial das empresas, mas meses mais tarde foi também o estopim para o crash de 71.

O mercado de capitais brasileiro, com as determinadas condições da época, impulsionou a redução da liquidez e a bolha especulativa estourou após a desconfiança dos investidores aumentar e ser agravada pela crise petrolífera.

Começava-se um período em que as cotações bovespa cairiam até o início da década de 80, devolvendo parte do ganho.

O ano de 1971 ainda registrou fatos importantes para a nossa análise do IBOV como:

  • criação da NASDAQ em fevereiro;
  • suspensão da paridade dólar-ouro em agosto.

A NASDAQ se tornou a segunda maior bolsa de valores do mundo, onde se tem listadas mais de 2800 ações de empresas diferentes.

O padrão câmbio-ouro por sua vez foi um acordo estabelecido após a segunda guerra mundial. Muitos países fixaram suas taxas de câmbio em relação ao dólar dos USA, o que mais tarde tornou o ouro uma mercadoria e não uma forma de pagamento.

A suspensão desse padrão em agosto de 71 refere-se à quebra do sistema conhecido como "choque Nixon", que havia alterado desde 68 a paridade do dólar com o ouro por um valor maior, devido à restrição fiscal e os déficits econômicos gerados com a guerra do Vietnã.

cotacao-ibov-impeachment

1969


O crescimento foi vertiginoso até o ano de 1971 e vários setores se desenvolveram em potência máxima, assim como se pode observar no gráfico do IBOV.

O crescimento do Brasil nesse período registrou PIB de 14% ao ano, inflação entre 15% e 20%, e a construção civil cresceu 15% ao ano.

Em 20 de julho de 69 o homem pisava na lua e o Ibovespa se preparava também para alcançar um pico histórico daquela época.

Entre o fim de 68 e o ano de 71 ocorreu um "boom" na bolsa fazendo com que ações tivessem valorização de até 12 vezes: nosso país vivia a época que chamamos de "milagre brasileiro".

O Estado investiu na siderurgia, petroquímica, construção naval, energia hidrelétrica e indústria pesada, aumentando a produção de bens duráveis e levando a nossa política econômica ao sucesso.

Os anos do "milagre" proporcionaram grandes construções no Brasil como:

  • usina de Itaipu;
  • ponte Rio-Niterói;
  • inicio do programa nuclear brasileiro;
  • rodovia transamazônica.

Apesar da obtenção de equilíbrio na dívida externa, as contas nacionais cresceram e obrigaram o Brasil a aumentar a poupança interna. Isso levou à adoção de uma política salarial arrochada, que foi possibilitada pela condição de pleno emprego. O resultado disso foi o favorecimento das classes mais altas e redução da renda dos mais pobres.

cotacao-ibov-impeachment

1968


A década de 60 já estava no final, mas ainda proporcionou grandes eventos para a economia mundial e brasileira que afetaram surpreendentemente o Ibovespa.

No fim de 68 foi decretado o ato inconstitucional número 5, que foi emitido pelo regime militar e fortalecia direitos da "ditadura".

O AI-5 foi o instrumento responsável por extinguir direitos políticos que permitiam ao presidente cassar mandatos eletivos, confiscar bens de ganho ilícito e suspender direito de voto em eleições sindicalistas.

Com o decreto os militares também passavam a ter poder de intervir nos municípios e de proibir as manifestações políticas, além da implantação da censura à imprensa, teatro, cinema e músicas.

O cenário econômico encarou determinada pressão com o AI-5 e enfrentou no final de 68 as minidesvalorizações cambiais, conhecidas como Crawling peg.

Este é um regime de flutuação da moeda que tenta manter a taxa de câmbio estável, fazendo pequenas perdas de valor que igualem as diferenças entre a inflação do nosso país e a inflação que se tem nos parceiros comerciais.

cotacao-ibov-impeachment

1967


Surge nesse ano o Ibovespa, o índice da Bolsa de Valores de São Paulo formado pelas ações que possuem maior volume de negociação. Ainda hoje ele tem o mesmo objetivo que sempre teve: sugerir o desempenho do mercado sinalizando o comportamento das empresas que o compõe.

O mais importante indicador de desempenho das ações Bovespa negociadas teve sua criação após vários acontecimentos históricos, todos ocorridos no ano de 64, já terem sido registrados na bolsa, como:

  • golpe militar,
  • guerra no Vietnã,
  • criação do Banco Central.

cotacao-ibov-impeachment

1890


A história do Ibovespa começa um pouco antes da sua criação, afinal o IBOV é um índice da Bovespa, para que ele começasse a ser registrado era necessário antes a existência de uma bolsa de valores.

Em 1890 ocorreu a fundação da então denominada Bolsa Livre, que em 1960 teria sua denominação alterada para Bolsa de Valores de São Paulo.

Nessa época os registros eram transcritos em um grande quadro negro, tanto para as negociações de ações que já existiam na Bolsa Livre quanto para títulos públicos que começaram a ser negociados após a fundação em 1895 da chamada Bolsa de Fundos Públicos de São Paulo.